sexta-feira, 28 de agosto de 2009

"Eu sou superior, eu faço sexo."


O que já se tornou um fato é que o valor da pessoa, hoje, se dá por ela fazer ou não sexo.

Não sei se é por que as pessoas estão cada vez mais burras, que elas estão cada vez mais supervalorizando o sexo. Não sei se é por que elas estão cada vez mais irracionais, e por isso dando valor apenas ao que já nos é intrínseco – os instintos.

Neste ideário, de o que é ter valor, está um personagem muito conhecido - talvez o pivô da trama – das pessoas, que é o “cafajeste”. Ele representa toda a decadência moral e intelectual da sociedade. Ele trai, mente, escarnece e ainda é estúpido.

O cafajeste é a versão masculina da mulher vadia, ou vice-versa. O valor dele reside em outrem. E ele assim como a sociedade atual, valoriza somente as pessoas conforme a vida sexual dela seja.

Hoje se você está nervoso é porque não faz sexo. Se não faz sexo é um fracassado. Se alguém quer lhe ofender o manda fazer sexo.

As mulheres, em sua peculiar linha contraditória, dizem que não gostam de cafajestes, mas quando são criticadas pelo comportamento desregrado, chamam o interlocutor de “virgem”. Mais uma vez o sexo como medida de todas as coisas.

O que acontece é que, por falta de inteligência e por desprezo da mesma, as pessoas (vadias e cafajestes) desdenham daqueles que são dotados de inteligência, chegando ao ponto, até mesmo, de chamar estes de invejosos.

Este é o retrato de toda uma sociedade hedonista e imediatista, visa apenas o aqui e agora, e isso nunca será inteligência, sabedoria nem nada assim, pois tudo isso requer tempo e paciência.

Os cafajestes são superiores, eles fazem sexo. Quero mesmo ver um cafajeste ser cafajeste e a quintessência da intelectualidade.
Eis um desafio que lanço aos superiores.

6 comentários:

Aline disse...

Infelizmente, a maioria das pessoas vive só de aparência... O texto está muito bom. Concordo muito com o que você disse.

Bjão!
\o7

Anônimo disse...

Pow mano, vc deve ser virgem, ainda ter a pelinha, o velho cabaço..eu nao guento ficar 1 dia sem sexo

Anônimo disse...

Assino embaixo! As pessoas 'vazias' se valem pelo instinto pela falta de algo mais complexo para se valer e fazem do sexo, que é algo natural e saudável, uma coisa do outro mundo. Falam em sexo o tempo todo, dizem que não passam uma semana sem fazer, sem pensar, senão a vida perde o sentido. Acredito eu que essas pessoas são as que têm pior qualidade de vida sexual e no fundo são frustradas. Viva a inteligência e a sexualidade encarada como algo normal, que exige muito mais do que um ato mecânico e compulsivo.

Maringa disse...

Sexo nunca foi tão banalizado como é agora. Mas sabe o que é mais engraçado? É ver mulheres reclamando que só tem cafajeste por aí, sendo que quando aparece um cara legal, fiel, querendo relacionamento sério, elas chutam sem piedade. Mulheres não tem o direito de reclamar dos "cafas", são elas que premiam eles. Se você é um cara bacana, não consegue nada, mas se você é um cachorrão, consegue muitas mulheres e sexo de qualidade. São elas mesmas que alimentam o 'cafa life style'. Ótimo texto ;D

Luciano disse...

excelente texto! excelente blog!

Paraíso Concreto disse...

Fofo, não é bem assim. A gente até fez uma resposta:
http://oreinodedeus.wordpress.com/2012/01/31/somos-superiores-nao-fazemos-s/
ou
http://avezdoshomens.blogspot.com/2012/01/somos-superiores-nao-fazemos-sexo.html
Beijos
Imaculada